ACR alarmes monitoramento 24 horas

Telefone:

Horário de Funcionamento:

Seg - Sex: 08h00 - 18h00

Muito comum nas residências e nas edificações dos centros urbanos, a cerca elétrica vem sendo, cada vez mais, uma opção certeira para aqueles que buscam por segurança. Isso porque, além de ter o custo reduzido, ela evita invasões em questão de segundos. Basta o assaltante tentar pulá-la que levará um choque dolorido.

Apesar de ser uma medida de proteção muito utilizada pela população, muitas pessoas confundem ou não sabem como ela funciona. Pensando nisso, nossos especialistas separaram as frases mais comuns que escutamos sobre esse produto para que você descubra o que é verdade e o que é mentira. Ficou interessado? Continue lendo e confira!

 

*Clique aqui e descubra como prevenir assaltos à sua residência!

 

A pessoa que levar choque da cerca elétrica pode morrer?

MITO. Apesar de ser uma sensação muito dolorida, a corrente de energia presente na cerca elétrica não é capaz de matar nenhuma pessoa ou animal que encostar nela.

 

A cerca elétrica aumenta o consumo de energia?

MITO. O consumo de energia utilizado pela cerca elétrica equivale a um consumo menor do que um rádio relógio.

 

Se acabar a força, a cerca elétrica se desliga?

MITO. Todo sistema de cerca elétrica conta com uma bateria de emergência. Na maioria das vezes, esse sistema consegue funcionar por até 12 horas, tempo suficiente para a energia se restabelecer.

 

Se o fio da cerca elétrica for cortado, ela desliga?

MITO. Uma medida de segurança da cerca elétrica permite que ela sinalize quando qualquer fio seja cortado ou rompido.

 

 

Pelo que você pode ter percebido, a grande maioria, senão toda, dos comentários desvantajosos sobre a cerca elétrica são farsas.

Agora que você entendeu como ela funciona e sua importância para sua segurança certifique-se de contratar uma empresa especialista no segmento para que você fique ainda mais seguro com nossas soluções. Para solicitar um orçamento de cerca elétrica para sua residência ou empresa, clique aqui e fale com nossos especialistas!